A BELEZA E O PODER DA GRATIDÃO EM NOSSAS VIDAS

Com os anos, fui descobrindo que a gratidão é, além de um dos sentimentos mais nobres, a cura para vários males. Incluindo, os mais profundos e destrutivos. Ser grato, para mim, ao longo do tempo, passou a implicar em reconhecer que não somos autossuficientes como pensamos. Que precisamos do outro o tempo todo e, sobretudo, de um Ser maior, que nos guia e protege. Mas vale destacar que a gratidão não está atrelada a qualquer caráter espiritual. Independentemente de qual seja a crença de cada um, ou mesmo na ausência de uma, o sentimento age igualmente no nosso desenvolvimento pessoal. Exercitar este sentimento, cotidianamente, faz bem para a gente e para quem nos cerca, além de estreitar o caminho para a paz interior que tanto almejamos. Portanto, ser grato não te fará imune aos problemas, mas irá te fortalecer para lidar com eles. Entendido o conceito, pode vir a dúvida: mas como aplica-lo na prática? Adotar a gratidão como uma postura de vida pode ser um caminho. No entanto, não será de um dia para o outro que você irá conseguir trabalhá-la totalmente, até porque a gratidão não deve estar presente apenas em nossas ações, ou em nossas palavras; ela precisa ocorrer em nossos sentimentos também. Em termos práticos, significa que não adianta agir de uma forma positiva, mas estar triste, fazer reclamações e estar insatisfeito com a vida, constantemente, mesmo que em pensamento. A analogia mais próxima que me vem à mente é a da dieta recomendada por uma nutricionista. Você sabe que precisa emagrecer, mas não se sente motivado e feliz com a ideia de restringir alguns alimentos, além de não conseguir perseverar na escolha. Resultado: a força de vontade vai durar pouco. Trata-se quase de uma equação matemática: os campos eletromagnéticos nos quais vibramos também puxam para perto de nós tudo o que está na mesma frequência. Sendo assim, se estivermos na sintonia do bem, mais experiências positivas virão. No entanto, se o pensamento negativo estiver em foco, é exatamente isso que aparecerá com mais intensidade em nossa vida. E é por isso que temos a tendência a atrair pessoas que estão na mesma sintonia que a gente. Quando percebemos que nossas realidades são resultado da nossa vibração mais dominante, passamos, então, a ter o senso de responsabilidade. Isso é o princípio da física – ação e reação. Além disso, a gratidão desbloqueia o fluxo da abundância, conecta com o coração e com a energia mais poderosa do universo: o amor. Gratos, passamos a ter olhos mais amorosos para a vida, e entender que é preciso agradecer por aquilo que se tem e aquilo que está a caminho, como algo já concreto em nossas vidas. Aos poucos, vamos compreendendo que todas as coisas, boas e ruins, estão nesse exato momento à nossa volta. Só que dependendo da forma como você está vibrando, enxergará o que estiver na mesma frequência. E isso fará toda a diferença. Outra linha de raciocínio nos leva a questionar quantas guerras, intempéries, furacões, terremotos, pestes, fome, miséria, descobertas, amizades, amores, fartura, riquezas e uma gama de outras situações foram vividas por aqueles que vieram bem antes de nós para que pudéssemos agora estar exatamente no lugar em que estamos? Por fim, a gratidão tem relação direta com a nossa capacidade de treinar o corpo para viver o estado de presença. À medida que trabalhamos a gratidão, conscientemente, produzimos bem-estar. É importante ter em mente, ainda, que quando a gratidão é expressa de maneira sincera, ela não só atua em você, mas tende a se multiplicar para mais pessoas ao seu redor. Para aplicar a gratidão, você terá que se policiar até que a prática vire um hábito. A boa notícia é que tudo isso pode ser bem divertido e prazeroso. Que tal começar hoje mesmo?


12 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Quais são os diferentes tipos de Reiki?

Com a grande divulgação do Reiki por todo o mundo, surgiram inúmeros sistemas diferentes: Reiki Usui, Reiki Essencial, Reiki Estelar, Reiki Xamânico, Reiki Tibetano, Reiki Egípcio, Reiki Osho, Reiki K