Buscar

Como terceirizar efetivamente o seu autoconhecimento


Muitas pessoas não estão conscientes de sua autoconsciência externa, mas é importante manter um registro das coisas que as pessoas dizem sobre você.


Eu recomendo algumas técnicas diferentes para observar e compreender a sua autoconsciência externa. Aqui vão, algumas técnicas efetivas para você terceirizar seu autoconhecimento:


As seguintes técnicas são maneiras pelas quais você pode reunir informações valiosas sobre como outras pessoas o percebem. Use-as nas situações onde elas são mais aplicáveis, por exemplo, quando você está se sentindo corajoso, interessado no que as pessoas pensam sobre você, e assim por diante.


Muito provavelmente, você receberá uma mistura de comentários positivos e negativos sobre você mesmo. Ambos podem enriquecer sua perspectiva. Entretanto, lembre-se de não tratar nada que você ouve como "a verdade" sobre si mesmo - apenas uma nova dimensão de sua autoconsciência.


Quando você se sente Aberto:


Quando a sua autoconsciência está em alta, pedir feedback direto é uma forma indireta de desenvolver a autoconsciência externa. Para aumentar as chances de que o feedback seja honesto e valioso, aqui estão algumas coisas a serem consideradas:


  • Formulando sua pergunta. Se você deseja receber um feedback preciso, é necessário fazer uma pergunta precisa. Por exemplo, considere a diferença entre "Como você acha que foi minha apresentação?" e “O que você achou daquele argumento que apresentei para tentar uma nova estratégia de vendas?” Quanto mais precisamente você formular sua solicitação de feedback, maior será a probabilidade de obter as informações que procura.

  • Cronometragem. Não peça feedback quando a outra pessoa estiver com pressa, excitada emocionalmente ou focada em outra coisa. Tente pegá-los quando eles tiverem algum tempo e atenção de sobra. Se você não tiver certeza se é o momento certo, pode simplesmente perguntar: “Ei, gostaria de receber alguns comentários seus sobre X. Agora é um bom momento para falar sobre isso?”

  • Forma de comunicação. Pedir feedback em uma conversa é apenas uma opção. Você também pode solicitá-lo por e-mail (pode ser mais fácil para algumas pessoas serem honestas dessa forma), por meio de um questionário anônimo ou por mensagem de voz. Reserve um momento para considerar qual canal de comunicação parece mais apropriado para as perguntas que você deseja fazer. Lembre-se de que quanto mais confortável a outra pessoa se sentir, maior será a probabilidade de ela fornecer um feedback preciso.

  • Tranquilizando a outra pessoa. Pedir e receber feedback exige coragem - mas fornecê-lo também. A outra pessoa pode evitar ser totalmente honesta se temer que o que ela diga possa prejudicar seu relacionamento. Ao solicitar sua opinião, você pode tranquilizá-los de que está totalmente aberto para ouvir o que eles pensam e que não ficará ofendido, não importa o que digam.


Quando você se sente Menos Aberto:


Quando você pede um feedback verbal, é fácil receber respostas não sinceras, ou respostas que não lhe dão a informação que você quer porque a pessoa não quer ferir seus sentimentos. Mas se você prestar atenção aos sinais não verbais, aí


Quando as pessoas deixam a sala rapidamente depois de você terminar de falar, isso pode indicar que elas não concordam com algo que você disse. Estar ciente de tais reações permitirá que você obtenha mais informações sobre o que funciona e o que não funciona.

Você pode determinar mais claramente quais são seus pontos fortes e fracos, observando como as pessoas respondem a você. Basta lembrar de observar como elas respondem, não a sua interpretação da resposta delas.


O que o Modo de Ser dessa pessoa diz sobre meu impacto sobre ela agora?


Isso pode ser particularmente útil se você já viu essa pessoa em vários contextos. Por exemplo, você pode observar como o comportamento do seu parceiro muda quando ele está apenas com você, ao contrário de quando você está com um grupo de amigos. O que essas mudanças podem dizer sobre como eles percebem você?


Tente se concentrar mais nas dicas não-verbais, como a linguagem corporal ou tom de voz, em vez de no conteúdo do que dizem. Lembre-se de que o que você observa não é necessariamente “a verdade” - é apenas outra forma de feedback.


Quando você não se sente Nada Aberto:


Se você sente que você ou as percepções dos outros sobre você poderiam ter sido diferentes, então é importante pensar sobre o que poderia ter causado tais percepções errôneas.


No entanto, você ainda pode refletir sobre isso depois para ter uma ideia das possíveis percepções que os outros têm de você.


Por outro lado (tendo em mente que todos têm uma história assim, e que tais histórias são freqüentemente complexas demais para serem explicadas completamente com palavras) - este também é um exercício no qual você pode imaginar o que os outros podem imaginar.


Esta é a pergunta que você pode fazer a si mesmo:


Como você se veria se estivesse no lugar da outra pessoa (pessoas)?

Mude sua perspectiva para a pergunta: Como eu me veria se estivesse no lugar das outras pessoas?


A autoconsciência externa do mundo ao seu redor é uma grande ferramenta para encontrar o que você ama.


Existem algumas coisas a ter em mente ao tentar entender como as outras pessoas o veem:

  • O feedback que você receberá é sempre subjetivo e não “a verdade” sobre você. Quer seja positivo ou negativo, é melhor não se identificar com ele.

  • Você não precisa mudar seu comportamento com base nas percepções que outras pessoas têm de você. Apenas ter as informações já é valioso por si só. Você pode demorar para digeri-lo, refletir e só então decidir se deseja ou não agir de acordo com ele.

  • Se você receber um tipo semelhante de feedback surpreendente de muitas pessoas diferentes, preste atenção. É possível que a maneira como você aparece no mundo (autoconsciência externa) não seja totalmente congruente com a forma como você se vê (autoconsciência interna). Observe isso até decidir de que maneira (e se for o caso) você deseja alinhar esses dois.

  • Esteja ciente de que, às vezes, o que a outra pessoa vê em você pode ter mais a ver com ela do que com você. Por exemplo, você pode desencadear uma memória difícil para alguém, e isso pode fazer com que ela se sinta desconfortável perto de você. Esta ainda é uma informação valiosa - agora você sabe como essa pessoa em particular tende a responder à sua presença. Graças a isso, você pode entender melhor as interações entre vocês dois.


Freqüentemente, outras pessoas podem mostrar que você é muito mais do que se percebe. Para descobri-lo, mantenha seus olhos e ouvidos abertos para feedback direto e indireto.


Pode ser esclarecedor.


Grande abraço.

4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo