Buscar

O GUIA DE SOBREVIVÊNCIA DE UM EMPATA

Os empatas são esponjas emocionais. Sentimos tudo, muitas vezes ao extremo – ficamos oprimidos por estimulação excessiva, e tendemos à exaustão e sobrecarga sensorial.

Quero compartilhar como se tornar um empata equilibrado, fortalecido e feliz. Também quero educar outros sobre a melhor forma de apoiar e comunicar-se com você.

O que é um Empata?

Os empatas têm um sistema neurológico extremamente sensível, sem os mesmos filtros que outras pessoas têm para bloquear a estimulação.

Os empatas costumam ser rotulados como "excessivamente sensíveis" e orientados a "ter uma pele mais grossa" para lidar com o mundo - em vez de receberem apoio.

Os empatas compartilham características como:

v necessidade de um tempo sozinho,

v sensibilidade à luz, som e cheiro,

v aversão a grandes grupos de pessoas.

Levam mais tempo para relaxar depois de um dia agitado, já que a capacidade de seu sistema de transição para o silêncio é mais lenta.

Compartilham o amor pela natureza e ambientes silenciosos, mas levam a experiência muito mais longe. Podem sentir a energia sutil, o prana, e absorvê-la em seus corpos.

Para determinar se você é um empata, veja se você se identifica com:

1. Empatas físicos: sintonizado com os sintomas físicos de outros e absorvê-los em seu corpo.

2. Empatia Emocional: capta principalmente as emoções de outros.

3. Empatia intuitiva: experimenta percepções extraordinárias, como telepatia, mensagens e premonições em sonhos, comunicação com animais e plantas, e faz contato espiritual com o Outro Lado.

4. Empatas em conexão com as mudanças na Terra, no sistema solar.

5. Você pode ser um ou uma soma de alguns dos tipos acima.

Empatas introvertidos

Como eu, têm uma tolerância mínima para socialização e conversa fiada; tendemos a ser mais silenciosos. E saem logo de reuniões/festas.

.

Os empatas extrovertidos são mais verbais e interativos e podem permanecer mais tempo em situações sociais sem ficar exaustos.

.

Como a empatia afeta nossas vidas?

Agorafobia, fadiga crônica, fibromialgia, enxaquecas, dor crônica, alergias e fadiga adrenal (uma forma de esgotamento), ataques de ansiedade, depressão e pânico.

.

Vícios - como álcool, sexo, drogas, alimentos (comer demais para se aterrar), ou compras - para entorpecer suas sensibilidades. E podem facilmente ficar acima do peso como proteção contra energia negativa.

.

Pode se envolver com parceiros tóxicos e narcisistas ... e absorver o estresse, raiva ou depressão deles, simplesmente interagindo ou durante o sexo - um momento energético especialmente vulnerável.

.

Ambiente no Trabalho - pode se sentir drenado pela energia dos vampiros em seu trabalho - deve aprender a se centrar e se reabastecer.

VANTAGENS de ser empata

Ø Somos sonhadores e idealistas, leais, profundos, intuitivos, criativos, enxergamos nossas emoções, somos compassivos e temos uma perspectiva mais ampla das situações.

.

DESVANTAGENS de ser empata

Ø Ficar superestimulado - sem tempo suficiente para se reabastecer ou relaxar a cada dia pode sofrer os efeitos tóxicos da estimulação excessiva.

Ø Absorvendo o estresse e a negatividade dos outros pode levar a uma variedade de sintomas físicos e emocionais.

Ø Não consegue assistir filmes violentos ou perturbadores porque a brutalidade dói demais, assim como ver notícias ruins – a sobrecarga pode persistir por muito tempo.

Ø Sentindo-se isolado e solitário - porque o mundo parece muito opressor.

Ø Outras pessoas podem vê-lo como reservado, mas, na verdade, está supervigiando o seu ambiente para se certificar de que está seguro.

Ø Pode congelar em torno de pessoas não autênticas, o que transmite indiferença.

Ø Por ser tão compassivo as pessoas vão até você para desabafar, esgotando-o emocionalmente.

Ø Sensibilidade à luz, cheiro, sabor, toque, temperatura e som.

Ø Ruídos altos e luzes brilhantes são dolorosos. Eles penetram em nossos corpos.

Ø Os empatas têm uma resposta de sobressalto aprimorada e são muito reativos a estímulos sensoriais intensos. Cheiros fortes de produtos químicos, gases, perfumes, são insuportáveis.

Ø Os corpos podem ser energizados ou esgotados por um clima intenso, como uma tempestade, rajadas de vento ou uma queda de neve, assim como ficarem agitados por uma lua cheia.

Ø Podem precisar de espaço separado, e às vezes camas separadas para se sentir confortável em suas casas.

HABILIDADES PARA PREVENIR A SOBRECARGA

Você não é louco, "neurótico", hipocondríaco ou fraco.

Não é "excessivamente sensível", você tem um dom para administrar – e não há um botão liga / desliga.

Pode assumir o controle de suas sensibilidades, sentindo-se protegido e seguro, em vez de vitimado por elas.

Comece a identificar seus gatilhos. Então, você pode agir rapidamente para remediar a situação.

Qualquer combinação dessas forças intensifica a sobrecarga de empatia.

Ø Estresse + Baixo nível de açúcar no sangue = Drama e Esgotamento

O QUE PIORA:

Fadiga, doença, correria, trânsito, multidões, ambientes barulhentos, multidões, pessoas tóxicas, discussão, excesso de trabalho, sensibilidades químicas, muita socialização e sensação de estar preso em situações superestimulantes.

O QUE MELHORA os sintomas?

Ø Desacelerar e desligar todos os estímulos e ficar em quietude.

Ø Ou está em movimento em sua vida ou recluso no porto seguro de sua casa. Sugiro moderação.

ESTRATÉGIA DE PROTEÇÃO

Ao você se sentir desconfortável com uma pessoa, lugar ou situação, coloque seu escudo, e você não será drenado.

Em um estado relaxado, visualize um belo escudo de luz branca ou rosa envolvendo completamente seu corpo e se estendendo alguns centímetros além dele - sinta-se centrado, feliz e energizado.

Sinta-se protegido de qualquer coisa negativa, estressante, tóxica ou intrusiva.

Em seguida, respire fundo algumas vezes para relaxar o corpo.

Nada para fazer. Nada para ser. Se os pensamentos vierem, deixe-os vagar como nuvens no céu. Não se apegue a eles.

Concentre-se apenas em inspirar lentamente e, em seguida, expirar.

Sinta a tensão/ estresse deixando seu corpo enquanto você se conecta a uma sensação de serenidade.

Neste tranquilo espaço interior, visualize uma grande árvore com um tronco largo e forte estendendo-se pelo centro do corpo, da cabeça aos pés.

Reserve alguns momentos para sentir seu poder e energia vibrante.

Em seguida, visualize as raízes da árvore crescendo da planta dos pés, enraizando-se no solo, tornando-se cada vez mais profunda, e uma sensação reconfortante de solidez.

Concentre-se nos seus pés quando estiver ansioso ou com medo. Deixe as raízes o ancorarem na Mãe Terra, estabilizando-o em suas habilidades empáticas.

Enraizar-se propicia uma força interior que o manterá centrado e protegido quando a vida se tornar opressora.

Ao abrir os olhos de maneira suave e lenta, continue sentindo a sensação de aterramento.

A ancoragem tira você da cabeça e coloca-o no corpo.

Junto com a proteção, o autocuidado envolve comer bem e minimizar o estresse; aterrar, meditar, se exercitar e definir limites com os vampiros de energia.

O ideal é deitar, ou andar descalço na natureza, ou em um gramado.

Mas, se estar na natureza não for uma opção, ou não tem um espaço privado, pode fazer uma pausa e sentar-se do lado de fora (do trabalho ou casa), simplesmente ficar num cantinho por alguns minutos, e visualizar um “lugar agradável”.

A BÊNÇÃO DE SER UM EMPATA

Lembre-se de que sua presença, seu doce apreço pelas pessoas e por tudo são dádivas para você e para os outros.

Sua intuição e suas sensibilidades são curativas.

Aprecie a si mesmo, sua abertura e capacidade de sentir.

Nem todo mundo vai entender você.

Nestes tempos da evolução da consciência humana - você, como empata, é o criador do caminho. Uma responsabilidade sagrada.

Em vez de simplesmente recuar para o isolamento irradie o brilho do seu poder no mundo. Honre os seus dons.

Você é um pioneiro na vanguarda de uma nova forma de ser para a humanidade - compaixão e a bondade. Você representa uma abertura vital para a humanidade crescer ativando o coração.

Este resumo foi extraído com permissão do Guia de Sobrevivência do Empata: Estratégias de Vida para Pessoas Sensíveis, de Judith Orloff, MD.






21 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo