O modelo ABC




O modelo “ABC” é um componente chave da Terapia Racional comportamental (REBT) . O princípio básico do Modelo ABC é que nossas emoções e comportamentos não são diretamente determinados pelos eventos da vida, mas sim pela maneira como processamos, internalizamos e criamos narrativas em torno desses eventos.


O REBT separa as crenças racionais das irracionais, e o objetivo do Modelo ABC no tratamento é ajudar os clientes a aceitar suas crenças racionais e contestar as irracionais. Você pode usar o Modelo ABC para considerar como os eventos estão impactando você e suas emoções e começar a encontrar maneiras de mudar seus sentimentos e comportamentos subsequentes.


Em que o modelo ABC pode ajudar?


REBT é uma forma de terapia cognitivo-comportamental (TCC) orientada para a ação, que visa corrigir o pensamento impreciso ou irracional, concentrando-se em mudanças comportamentais concretas.


O REBT pode ser útil para qualquer pessoa cujo objetivo seja reformular padrões específicos de pensamento negativo .


O próprio Modelo ABC pode ajudar com qualquer uma das seguintes condições ou problemas:

  • Vício.

  • Ansiedade.

  • Depressão.

  • Distúrbios alimentares.

  • Ataques de pânico.

  • Bem Estar Físico.

  • Gerenciamento de estresse de ansiedade social.

O que é o modelo “ABC”?

O Modelo ABC tradicionalmente consiste em três elementos:

  • (A) Adversidade ou evento ativador

  • (B) Crenças

  • (C) Consequências

Em uma versão atualizada do modelo, o Modelo “ABCDE”, incluímos “D” para Disputa de Crenças e “E” para o novo Efeito , ou o resultado de manter crenças mais saudáveis.


“A” - Adversidade ou Evento de Ativação

Considere o evento que desencadeou sua resposta emocional. Isso é o que quer que tenha acontecido logo antes de você perceber que está sentindo uma emoção, como ansiedade, tristeza ou raiva. Quando você se torna mais atento aos eventos que normalmente desencadeiam fortes respostas emocionais, pode aprender a ficar atento a esses eventos no futuro e estar melhor preparado para enfrentá-los de maneira mais eficaz.


“B” - Crenças

Freqüentemente, criamos uma narrativa sobre o que um evento significa . O objetivo deste modelo é evitar caracterizar suas crenças como “certas” ou “erradas” e simplesmente perceber quais são. Freqüentemente, temos crenças irracionais que servem para alimentar reações emocionais mal-adaptativas e perpetuar um ciclo de pensamento negativo. Uma crença é tipicamente considerada “irracional” quando carece de evidências claras, é generalizada demais ou se baseia em raciocínio incorreto.


“C” - Consequências

As consequências não são apenas o resultado de um evento ou decisão. As consequências podem ser internas e externas, com impactos comportamentais e emocionais. O modelo ABC não é um processo rígido em que os eventos levam a crenças que resultam em consequências; o tipo de crença é importante (irracional vs. racional), e podemos desenvolver a consciência para mudar nossas crenças e como lidamos com as consequências.


“D” - Disputa

Esta etapa envolve a reestruturação ativa das crenças irracionais, examinando-as atentamente, questionando-as e desafiando-as. Faça a si mesmo as seguintes perguntas para contestar essas crenças:

  1. Essa crença se encaixa com a realidade?

  2. Essa crença apóia a realização de meus interesses e objetivos?

  3. Essa crença ajuda a promover relacionamentos positivos / saudáveis?

  4. Essa crença contradiz o pensamento lógico e razoável?

  5. Essa crença parece razoável e lógica, dado o contexto em que ocorreu?

  6. Essa crença é geralmente prejudicial ou geralmente útil?

Essas perguntas têm como objetivo separar os pensamentos racionais dos pensamentos não adaptativos, e trazer maior autoconsciência e insight.


“E” - Efeitos

Depois de ser capaz de identificar, desafiar e reformular suas crenças irracionais, você pode começar a criar uma linha de pensamento alternativa baseada em crenças mais razoáveis ​​e realistas.


Considere buscar apoio de um terapeuta


É importante perceber que o modelo ABC não se destina a impedir que você experimente emoções saudáveis ​​e racionais, como perda apropriada, arrependimento, medos realistas ou frustração. Nem todas as emoções exigem desafio ou reformulação. Na maioria das vezes, as emoções podem ser uma ferramenta extremamente valiosa e útil.


Outras vezes, quando as respostas emocionais estão causando dificuldades desnecessárias ou são baseadas em pensamentos mal-adaptativos, usar o ABC com a ajuda de uma terapia pode ser útil. Um terapeuta especializado nos seguintes tipos de terapia pode ajudá-lo a reestruturar seu pensamento irracional:

  • Terapia cognitivo-comportamental : esta abordagem à psicoterapia traz a consciência de como os padrões de pensamento ou crenças inúteis impactam suas emoções e comportamento.

  • Terapia Comportamental Emotiva Racional : Esta abordagem visa corrigir pensamentos inúteis ou irracionais focalizando mudanças comportamentais concretas.

29 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo